Siga por e-mail

domingo, 27 de dezembro de 2009

Alguns parceiros do Projeto Semente para o Futuro

Pessoal tem mais gente... mas não encontro as fotos rsrsrs...

Não se preocupem, de acordo que eu for encontrando, vou postando.




















Um Ano Novo cheio de PAZ

Tudo de bom ... pra todo mundo.

Vamos ser um pouco mais ambientalistas em 2010... o mundo precisa de nossa ajuda.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Não percam

Convite

Os professores, alunos da 1ª Turma dos projetos:
* Conhecendo nosso distrito
* Sementes para o futuro
* Oficina de papel reciclado
da Escola Municipal “Monsenhor José Carneiro Pinto” se sentem honrados em convidar você e seus familiares para sua formatura.

Data: 25/11/2009
Local: Quadra da escola
Horário: 20:00h

Contamos com sua presença.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Trabalhando com escalas - 1ª Turma - Período Vespertino

Período Vespertino

Objetivos do dia

· Compreender a importância das escalas;
· Conhecer as diversas representações que podem indicar uma escala;
· Perceber as diferentes escalas utilizadas em diversos mapas;
· Trabalhar com transformações de unidades de medidas(M-CM-KM);
· Analisar o tamanho real de áreas pré-definidas, no mapa em que estiver trabalhando;



Desenvolvimento do trabalho

Reuni os alunos no laboratório para que falássemos sobre a questão do horário do intervalo no período da tarde e ficou decidido que:
Ø Aquele que quiser comprar “algo” para lanchar, deverá fazê-lo antes do início das atividades;
Ø O lanche (diferente) deverá ser realizado dentro do laboratório, sem que os demais alunos percebam;
Ø Os alunos do projeto não tem autorização para brincar na quadra no intervalo, a mesma é de uso das crianças deste período.

Depois de esclarecida as regras, para o bom andamento dos
trabalhos, fomos até a quadra onde lhes foi entregue um mapa para cada aluno e pedi para que os mantivessem fechados naquele momento.
Entreguei-lhes uma folha que continha explicações sobre escala e, a partir daí, mostrei-lhes as diferentes maneiras que uma escala pode ser apresentada.
Nosso segundo passo foi o estudo da transformação do número escalonado em valores reais. Expliquei na lousa e pedi para que cada aluno encontrasse a escala de seu mapa e a escrevesse na lousa. Depois de realizada esta etapa, cada aluno encontrou pontos distintos no mapa que estava com ele e escolheu um colega para calcular o valor real daquele espaço.
Tenho que admitir, que alguns alunos não assimilaram muito bem o processo, mas a turma é muito unida e houve a colaboração dos demais participantes para que aqueles que estavam com maior dificuldade resolvessem sua tarefa.
Nossa tarde começou bem interessante.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Lista da 2ª Turma -

Turma Matutina

Bárbara Souza Despésio
Hugo Josino de Souza
Ione Maria Neves
Ivana Eloise de Almeida
Jamille Aparecida de Souza
Lyncoln Almeida Rezende
Sillas Henrique Ferreira
Thiago Ribeiro de Almeida

Turma Vespertina

Álisson Augusto Pimentel
Heric Luander Gabriel da Silva
Ivan Andrey Rodrigues
Letícia Damiana Lais da Silva
Liliana de Souza Machado
Luana Aparecida de Souza
Nathália de Souza
Rodrigo José de Almeida

Vamos pessoal ... só alegria... e muito estudo é claro.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

20 de junho de 2009 - Passeio à Pedra de São Domingos

Nosso passeio foi o máximo... sentirei saudades dessa turminha, afinal são oito anos de histórias.

Apreciem o visual...

Elas quase sairam na foto... rsrsrs


Uma aulinha ao ar livre...

O que será que tem do outro lado?

Olha a pose ...
No topo do município

Olha o Arnaldo aí gente....
Olha o visual...



Olha a pose...

Alguém tentou entrar na foto...

Olha a língua dela!

Sombra... Ufa!!!

Todo mundo já conhece essa língua. rsrsrs

O papo estava bom... e o Didi esticando rsrs
Será que ela vem?

Não adianta falar que ele não entende...
Nossos cavalgantes


Olha nosso objetivo...

Sem cair na água
Caminhando...

Olha eu...

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

5º DIA - Prof. Marcelo e Profª. Juliana

Escola Municipal Monsenhor José Carneiro pinto
Projetos: Sementes para o futuro.
Conhecendo nosso distrito
Reciclagem de papel
Professores: Marcelo Benedito de Souza e Juliana Ferreira da Costa

5º dia: 06/05/09 (quarta-feira)

Atividades com Professor Marcelo

Conhecendo nosso Distrito

Objetivos do dia

· Revisar as transformações das unidades de medida usadas nas escalas;
· Conhecer qual será a escala que utilizaremos em nossos trabalhos;
· Construir nosso instrumento de medição.

Desenvolvimento do trabalho

Fizemos um breve momento de revisão sobre a questão da transformação das escalas de centímetro para quilômetro e vice-versa. Passei uma atividade para cada aluno na lousa, percebi que realmente a “galerinha” assimilou o conteúdo.






Iniciamos nossa segunda parte do projeto dividindo a turma em duas equipes depois fomos até o pátio para construirmos nosso instrumento de medição. Entreguei os materiais aos alunos. Decidimos que faríamos um medidor com 100 metros, dividido de 10 em 10 metros sendo que o primeiro e último espaço deverá ser dividido de 1 em 1 metro.
O material utilizado foi barbante e duréx colorido.
Os alunos primeiramente marcaram, no chão do pátio, os tamanhos 10 metros e 1 metro e, colocaram a “mão na massa”.
Neste dia nosso trabalho ficou por conta disto.

Sementes para o futuro

Fomos até o terreno onde o plantio de mudas é realizado e plantamos mais alguns pinhões.
Enquanto um pessoal enchia os saquinhos, outros plantavam e outros iam irrigando.
A turma adora esta atividade, volta todo mundo bem sujinho para a escola.

Fotos "Semente para o futuro"

Passando pela praça

Iniciando os trabalhos

Mão na massa pessoal!!!!!!!


Regando nossos sonhos...

Olha que galera bonitaaaaaaaa!!!!!!

Período Vespertino

Objetivos do dia

· Compreender a importância das escalas;
· Conhecer as diversas representações que podem indicar uma escala;
· Perceber as diferentes escalas utilizadas em diversos mapas;
· Trabalhar com transformações de unidades de medidas(M-CM-KM);
· Analisar o tamanho real de áreas pré-definidas, no mapa em que estiver trabalhando;



Desenvolvimento do trabalho

Reuni os alunos no laboratório para que falássemos sobre a questão do horário do intervalo no período da tarde e ficou decidido que:
Ø Aquele que quiser comprar “algo” para lanchar, deverá fazê-lo antes do início das atividades;
Ø O lanche (diferente) deverá ser realizado dentro do laboratório, sem que os demais alunos percebam;
Ø Os alunos do projeto não tem autorização para brincar na quadra no intervalo, a mesma é de uso das crianças deste período.

Depois de esclarecida as regras, para o bom andamento dos
trabalhos, fomos até a quadra onde lhes foi entregue um mapa para cada aluno e pedi para que os mantivessem fechados naquele momento.
Entreguei-lhes uma folha que continha explicações sobre escala e, a partir daí, mostrei-lhes as diferentes maneiras que uma escala pode ser apresentada.
Nosso segundo passo foi o estudo da transformação do número escalonado em valores reais. Expliquei na lousa e pedi para que cada aluno encontrasse a escala de seu mapa e a escrevesse na lousa. Depois de realizada esta etapa, cada aluno encontrou pontos distintos no mapa que estava com ele e escolheu um colega para calcular o valor real daquele espaço.
Tenho que admitir, que alguns alunos não assimilaram muito bem o processo, mas a turma é muito unida e houve a colaboração dos demais participantes para que aqueles que estavam com maior dificuldade resolvessem sua tarefa.

Atividades com a Professora Juliana

1º momento: das 10 às 12 horas
Recolhemos os papéis das caixinhas (1,250 Kg)
Dividi a equipe em duas turmas: a 1ª: Jordana, Lucila e Claudilene e a 2ª: Lavínia, Diovana e Sebastião. Os demais participantes faltaram. Enquanto uma turma ficou comigo na laboratório na reciclagem, a outra ficou com o professor Marcelo desenvolvendo outras atividades. Após algum tempo, invertemos as turmas.
Pude perceber que assim, com menos alunos, o trabalho é mais proveitoso. Todos trabalham sem “atropelar” um ao outro e a satisfação de cada um fica bem visível. Pretendo seguir o mesmo esquema no período da tarde.

2º Momento: das 13 às 14:10 horas
Durante esse tempo trabalhei sozinha na reciclagem, pois precisava terminar o que havia começado de manhã por que a cor do papel necessário para o momento era “amarelo queimado” (papel encomendado) e o que estávamos fazendo era outro: marrom. Em seguida, já deixei o papel recolhido das salas de aula batido para que no quarto momento já fôssemos direto para os próximos passos da reciclagem.

3º Momento: 14:10 ás 15 horas
Caminhada no terreno do professor Marcelo.
Fomos até o terreno do professor Marcelo para conhecermos os trabalhos realizados pela turma do período da manhã: as mudas de araucária. Aproveitamos também para fotografar as diversas espécies de plantas existentes no terreno. Cada aluno ficará responsável por fazer a classificação taxonômica de uma espécie. E, detalhe: essas plantas foram cultivadas pelo próprio professor Marcelo.

4º Momento: das 15 às 17 horas
Fomos ao laboratório para continuarmos a reciclagem de papel. Cada aluno ficou responsável por um trabalho: cortando as bordas dos papéis reciclados: Laryssa,e Daniele; cortando fibras: Marcelo e Lucas e na reciclagem de papel: Onofre, Maria Lúcia e Cristina. E assim terminamos mais um dia de tarefa.

Professora Juliana

Quarto dia: Professora Juliana

Escola Municipal Monsenhor José Carneiro pinto
Projetos: Sementes para o futuro.
Conhecendo nosso distrito
Reciclagem de papel
Professores: Marcelo Benedito de Souza e Juliana Ferreira da Costa

4º dia: 29/04/09 (quarta-feira)


1º momento: Período da manhã – das 10 ás 12 horas
Iniciamos as atividades recolhendo o papel das caixinhas das salas de aula, pesamos (1,200 Kg), deixamos de molho em água e, aos poucos, fomos batendo no liquidificador. Em seguida, fizemos passo a passo os demais procedimentos.
Confesso que hoje foi um dia um pouco “turbulento”. Isso porque todos os alunos queriam trabalhar ao mesmo tempo e como o nosso espaço é pequeno ficou um pouco difícil. Mas, juntamente com o professor Marcelo, estou tentando resolver esse “probleminha”. Espero que semana que vem seje melhor

2º Momento: Período da tarde – das 14:10 às 15 horas

Fomos todos para o espaço atrás da escola, onde será realizada o plantio de mudas. Lá, regamos as mudinhas que já foram plantadas e preparamos as caixinhas de leite que serão usadas para o plantio de novas mudas enchendo-as de terra nova. Semana que vem vamos plantar sementes de pinhão. Em seguida, lavamos as mãos para merendar.
3º Momento: das 15 às 17 horas

Demos continuidade nas atividades mas com a turma dividida (para que não ocorresse o mesmo que ocorreu de manhã), onde uma parte dos alunos cortaram fibras (de cordinha) e a outra trabalhou na confecção de papel. Após um tempo, trocamos as tarefas para que todos fizessem um pouquinho de cada atividade.
OBS.: Pude perceber que assim o trabalho tornou-se mais prazeroso, sem “tumulto”. Todos os alunos envolvidos trabalharam sem parar (que é o que eles gostam).

Professora: Juliana

Oi pessoal ... a segunda turma vem aí...

Olá pessoal, desculpem a demora ...
Mas estamos aí...

Já vamos iniciar a segunda turma e, tenho certeza, vai ser um sucesso...

Um abraço...

sábado, 27 de junho de 2009

Quarto dia do projeto - Professor Marcelo



Escola Municipal Monsenhor José Carneiro pinto
Projetos: Sementes para o futuro.
Conhecendo nosso distrito
Professor: Marcelo Benedito de Souza
29/04/2009


Período Matutino

Conhecendo nosso Distrito

Objetivo do dia


· Compreender a importância das escalas;
· Conhecer as diversas representações que podem indicar uma escala;
· Perceber as diferentes escalas utilizadas em diversos mapas;
· Trabalhar com transformações de unidades de medidas(M-CM-KM);
· Analisar o tamanho real de áreas pré-definidas, no mapa em que estiver trabalhando;


Desenvolvimento do trabalho

Primeiramente distribuí um mapa para cada aluno, para realização de posteriores atividades.
Iniciei com explanando a necessidade em se usar a escala na construção de mapas, dando-lhes exemplos das diversas maneiras que as mesmas podem aparecer nos mapas.
Entreguei aos alunos uma folha xerocada, na qual explicava a utilidade e necessidade das escalas.
Passei algumas escalas na lousa, em centímetros, para que os alunos pudessem perceber como ocorre o processo de transformação da unidade de medida. Para que o conteúdo ficasse realmente assimilado, cada um encontrou a escala em seu mapa e anotou na lousa. Depois de terminada esta parte do trabalho, cada aluno foi descobrir, a partir da transformação da unidade, quanto valia (em Km) cada centímetro de seu mapa.
Num segundo momento cada aluno teve que escolher dois pontos distintos do seu mapa, para que um outro colega descobrisse o tamanho real do mesmo.
A supervisora da manhã visitou-nos, ela gostou das atividades realizadas.

Sementes para o futuro

Arrumamos e instalamos a mangueira que servirá para a irrigação das mudas.
No dia de hoje também plantamos umas mudas de cerejeiras que dão somente flor, doadas pela moradora do distrito, Dulcilene.


Algumas fotos do trabalho com mapas e a visita da supervisora Dione...






















Período Vespertino

Objetivos do dia

Obs.: O principal objetivo do dia é consolidar o que foi trabalhado no encontro anterior.

· Conhecer o raciocínio para criação da rosa-dos-ventos;
· Familiarizar-se com os pontos cardeais e colaterais localizando-os nas bússolas que serão usadas durante a realização projeto;
· Interagir com a comunidade e conhecer as ruas com seus respectivos nomes.




Desenvolvimento do trabalho

Fiz uma recapitulação da aula anterior, e para que não perdêssemos tempo fomos para a rua, terminando o que havíamos começado na aula anterior.
Fomos até a saída para o bairro do Pinhalzinho; até a saída para o Ribeirão das Pedras e a saída para a cidade de Gonçalves.
Em cada um dos locais encontramos seu norte e fomos observando em que direção se localizavam alguns pontos de referência como a Igreja, o campo de futebol, a escola, etc.
Mostrei-lhes que, de acordo que mudávamos de lugar tínhamos que seguir outra orientação para chegarmos ao ponto que estávamos analisando.
Exemplo.
Quando estávamos na saída para o pinhalzinho, a igreja se encontrava a 140º e quando fomos para a saída que leva à Gonçalves, a igreja se encontrava à 340º.
Terminando as localizações em pontos diferenciados do Distrito, voltamos para a escola.

Professor Marcelo